Seguidores: OBRIGADA POR VCS FAZEREM DE MIM UMA PESSOA MELHOR A CADA DIA.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

VOCÊ SE CONHECE?


Amado amigo (a)
Conheça a ti mesmo.

Carl Jung (Psiquiatra Suíço, fundador da psicologia analítica.) disse que a coisa mais aterrorizante é aceitar-se completamente. Dentre os vários momentos da vida nos quais senti a força pulsante da necessidade do autoconhecimento, talvez um dos mais difíceis tenha acontecido em 1997 cursando pós-graduação em missiologia. Durante um ano trabalhando com decisão de elaborar caminhos e projetos junto às pessoas de diversas etnias dentro do território brasileiro. Convivi semanalmente com diversos tipos de pessoas enfermas do corpo e da alma. Pessoas deprimidas, viciadas, desesperançadas, frustradas, agonizando em sua fé. Muitos eram analfabetos, outros, cultos e entendidos. Fazia parte do treinamento, participar ativamente de grupos diferentes a cada semana. Após alguns meses de intenso trabalho mental e esforço emocional, lembro-me ainda da profunda exaustão psicológica e da dor de cada uma dessas pessoas que deixei, quando terminou minha tarefa.  De Goiás a cárceres no Mato Grosso um processo de auto revelação eclodiu para nunca mais terminar.

Sejam quais foram as nossas falhas, qualidades e fraquezas, a auto piedade e mera rebelião contra as deficiências não levará a lugar algum. Nas palavras de Harry Emerson Fosdick (Famoso pregador Batista americano nas décadas de 1920 e 1930 que se opôs ao racismo e à injustiça social), “É preciso atrever-se a se aceitar como um feixe de possibilidades e realizar o jogo mais interessante no mundo, tirando o máximo proveito de si mesmo”.
Faça disso o seu objetivo: conhece a si mesmo, consciente que essa é a lição mais difícil do mundo. “Conhece-te a ti mesmo” é um aforismo grego, pilar da filosofia de Sócrates ao qual ele teria respondido: “Só sei que nada sei”. 

Nos tempos de Jesus, o provérbio era o seguinte: “Médico, cura-te a ti mesmo” (Lc. 4:23). Aqueles que se comprometem com a cura das almas, ao invés de viver apenas depositando esmolas na “bacia das almas” (comprando e vendendo barato), devem empenhar-se na auto compreensão. Cura e autoconhecimento são parentes próximos. A vida interior do cristão está diretamente ligada ao seu exterior: à sua capacidade para viver, amar, aceitar, servir e curar. Você obstruirá o trabalho da graça de Deus se não entender bem a si mesmo. A palavra usada frequentemente para descrever o que estou dizendo aqui é “autoconhecimento”. É um bom termo, combinando a preocupação cristã com o valor da pessoa e o desafio psicológico de enfrentamento do eu. Ele não inclui apenas a compreensão intelectual e o mapa da vida, mas também o reconhecimento das verdadeiras motivações, dos medos interiores, das expectativas, sonhos e das reações habituais. Autoconhecimento é uma sadia introspecção: a observação de si mesmo. É um processo mental e espiritual consciente que analisa a própria vida: pensamentos, sentimentos, desejos e sensações. 

Neste sentido, a introspecção é saudável e pode ser usada como sinônimo para a autorreflexão. Autorreflexão exige equilíbrio emocional, capacidade para enfrentar o passado, presente e futuro, confessar as limitações e fraquezas. Somos antagônicos e incoerentes. Nas palavras da famosa cantora e atriz Barbra Streisand: “Eu sou simples, complexa, generosa, egoísta, pouco atraente, bonita, preguiçosa e motivada”. Precisamos, com frequência, de amigos, mentores e conselheiros para fazer isso com efetividade. Todos nós temos graus de miopia, pontos cegos e outros obscurecimentos visuais para conosco.

*Fora ou longe do amor verdadeiro de Deus e de relações maduras (notem bem, maduras) com as pessoas, não poderemos e não conseguiremos verdadeiramente conhecer a nós mesmos. Não é surpresa que possamos diagnosticar vários temperamentos ou estados psicológicos que manifestem a maldade e distorçam as relações entre o eu, Deus e outros. Pelo conhecimento de nós mesmos, precisamos ser conduzidos a buscar Deus, cambaleantes e hesitantes, segurados pela sua própria mão. Você só poderá ser despertado para a necessidade de estar com Cristo à luz de sua própria condição de verme, de névoa passageira, de pecador miserável e débil conhecedor da pessoa de Deus. (*Rubens Muzio)

"A vida se alcança e amadurece à medida que é entregue para dar vida aos outros. Isso é, definitivamente, a missão".
Deus nos abençoe com sua rica sabedoria.
Abraços Fraternos
Missionária Cleusa Klein


* A IMAGEM QUE ILUSTRA FOI RETIRADA DA NET. DESCONHEÇO O AUTOR(A)

13 comentários:

♥♥ஐEli§@n§elaﻬ♥ disse...

nossa querida que linda reflexão e experiência.. sabe vi seu comentário no Blog do Willian e entendi o que vc quis dizer sobre nos conhecer a minha vida mudou tanto depois desta experiência de ter um filho autista, passei a olhar a vida de outra forma passei a me conhecer quem sou, isso foi muito bom e tem sido para mim. e continuo me conhecendo e aprendendo com todas as adversidades que passo.quero aqui deixar meu parabéns e elogiar vc por algo tão diferente que encontrei hj aqui neste blog diferente de tudo que já li! e obrigada pelo carinho e atenção e pela ajuda que irá enviar sempre que puder passarei aqui gostei muito mesmo! visitei seus outros dois blogs e amei os conteúdos parabéns!! um grande abraço meu e do Willian !

Ana Jardim disse...

Meu pisca alerta se acendeu várias vezes quando li o texto...Maravilha!! Gostei demais. Achei bem escrito, verdadeiro e reflexivo. Também acredito que a Cura e o autoconhecimento são parentes bem próximos!!
Tenha uma Quinta feira abençoada.
bjus

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Cleusa, eu entrei aqui pela minha lista de seguidores. Para o meu blog você está registrada como seguidora. Pode ser que haja algum vírus no seu micro e esteja impedindo esse conexão. Infelizmente tem muita maldade nesse universo virtual, né?
Espero ter resolvido o problema. Quando der faça um comentário lá no meu blog.
Grande abraço.
Manoel.

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa Tarde Amiga
Vim agradecer a sua visita e sua carinhosa presença lá no meu cantinho, seja sempre muito Bem Vinda ao Mundo magico do cortação!
Muito Bom texto, pois quando determinamos a nos conhecer a nós mesmos, conseguimos compreender melhor o coração de quem convive com mosco.
Ao voltar o pensamento para dentro de nós, ao nos perguntarmos quem somos e o que viemos aqui fazer, e se conseguirmos a resposta, veremos o mundo com outro olhar, aonde adquirimos a força para mudar o que tem que ser mudado em nós, e continuar perseverante no Amor de Deus!
Meu primeiro livro, me fez conhecer quem eu era, quem eu sou, e me deu a resposta para muitas duvidas.
Amiga gostei muito deste seu aconchegante cantinho.
Voltarei.
Tenha um bom carnaval.
abraço Amigo
Maria Alice

CLEUSA KLEIN disse...

Ana...Em nossa vida somos obrigados a ter algumas paradas, quando o pisca alerta acende se faz necessário uma parada obrigatória. Que bom poder ser a tomada que o ligou... Abraços

CLEUSA KLEIN disse...

Maria Alice... obrigada por estar aqui. A arte de conhecer a si mesmo é uma das mais difícil de executar, pq temos que confrontar o nosso eu, nós não gostamos de confrontos, principalmente quando nos leva a enxergar o que temos de pior. Volte sempre .

CLEUSA KLEIN disse...

Elisângela... Tudo o que Deus faz é bom, mesmo quando tudo que está a nossa volta diz o contrário. Continue firme em sua missão. Aprender e conhecer nos faz crescer! Volte sempre, é bom ter vc aqui. Abraços

CLEUSA KLEIN disse...

Manoel, vamos continuar tentando rsss. Eu vou ver se descubro o que pode estar havendo. Muita paz para o seu coração. Estarei lá em seu blog... Abraços

Samantha Oliveira disse...

Que blog abençoado!!!!
Parabéns. Amei sua visita e seu blog. Estarei sempre por aqui.
bjooos, Samantha
http://cbnacelulas.blogspot.com

CLEUSA KLEIN disse...

Seja bem-vinda Samanta. Volte sempre!
Abraços

Nestor Waldhelm Neto disse...

É com esse texto vemos o quanto precisamos de Deus! Sem Ele até nossa conhecimento pessoal fica comprometido!

Abraços

ஜ♥Patricia♥ஜ disse...

Um texto profundo, muitas pessoas passam pela vida sem saber quem são, não encontram consigo mesmo e muito menos com Deus, são fúteis, vivem só para o agora e esquecem que temos uma eternidade.Tudo que passamos de bom e ruim é para nosso processo de amadurecimento, muitos só dão valores a certas coisas ao perder, infelizmente, mas se isso serviu para mudar seu jeito de ser e agir, que bom. A pior coisa são os que ficam estagnados no mesmo lugar, lamentável.

CLEUSA KLEIN disse...

Olá Nestor... O que seria de nós sem a direção do Espirito Santo a nos moldar e a nos convencer de quem somos, de que sem Deus não chegamos a lugar algum? Comprometemos toda uma vida sem Deus. Obrigada por sua presença meu amigo e irmão...abraços

Querida Patricia, não é fácil encarar nosso próprio espelho. O conhecimento do eu nos faz crescer, e crescer doi. Muitos preferem a fuga do que sentir a dor da alma, a dor de reconhecer o quanto somos defeituosos e feios por dentro. Quando Jesus entra em nós e faz morada, ele faz questão de arrumar a casa e mudar o nosso eu. Um trabalho árduo que de grande investimento de nossa parte. Obrigado por estar aqui.
Abraços